Seminovos

5 dicas para alugar carro sem dor de cabeça

Você resolveu alugar carro durante a sua viagem em uma cidade movimentada. Chegando na locadora, percebeu que o preço sairia bem mais caro por ter contratado na hora, tanto pelo preço da cadeirinha para o seu filho, condutor adicional para a esposa e GPS para guiar o caminho.

Por fim, ao entregar o carro no fim da viagem, foi cobrado uma taxa a mais por alguns danos no veículo que você não tinha percebido anteriormente. Será que essas e outras dores de cabeças poderiam ter sido evitadas? Veja essas 5 dicas para alugar carro sem pegadinhas!

1- Contrate o seguro da locadora

As locadoras de carros oferecem pacotes de seguro com proteção contra roubo e furto, incêndio, perda total do veículo por colisão ou acidente, danos materiais e pessoais e danos contra terceiros, conforme cada locadora. Você pode contratar desde pacotes mais básicos até pacotes mais completos, por um acréscimo no valor.

A dica aqui é: não peque pela moderação e contrate as coberturas. Contrate, por exemplo, cobertura contra danos a terceiros. Imagina se você bate em um veículo, causa danos ao motorista e é acionado judicialmente para pagar uma indenização? O seguro cobre esse valor que deverá ser pago.

2- Informe o condutor adicional na hora de alugar carro

Você alugou um carro no seu nome, mas no meio da viagem pensou que não ia ter problema do seu namorado assumir o controle do volante por alguns quilômetros? Esqueça isso!

Caso o nome dele não tenha sido informado como condutor adicional e no meio da condução vocês sofrerem um acidente, bem provável que a seguradora recuse a pagar a indenização para o conserto. E pior ainda, quem vai assumir essa conta será você. Então, sempre informe os condutores adicionais.

3- Tome cuidado também com infrações de trânsito: a responsabilidade

Sobre elas é do locatário, mesmo que a notificação de multa tenha chegado após o encerramento do contrato. Assim como ler as condições gerais do seguro, é preciso também ler os termos e condições da locação do carro.

4- Calcule os gastos com combustível

O preço da diária não é o único a ser levado em consideração. Lembre-se que o preço da gasolina deve ser calculado também, já que ele pode afetar consideravelmente o valor final da viagem. Se o trajeto que você vai percorrer tem pedágios, não esqueça de colocá-los na conta.

5- Conheça as regras do local

Vai alugar um carro? Então conheça a legislação do local. Por exemplo, em países como o Canadá não é permitido ultrapassar ônibus escolar quando os alunos estiverem desembarcando. Ou até mesmo na cidade de São Paulo que certos veículos não podem circular nos horários de picos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Olá!
Como podemos te ajudar?
Powered by